Gameplay de Mileena no Mortal Kombat 11 Ultimate Requer Estômago Forte

Gritos de “coloque Mileena no jogo!” foram finalmente silenciados quando a Netherrealm anunciou o retorno da favorita dos fãs em Mortal Kombat 11 Ultimate. Por melhor que tenha sido assistir Rain e Rambo rasgando tudo, a jogabilidade de Mileena pode ser a visão mais gloriosa (leia-se: assustadora) de se ver.

Shang Tsung criou Mileena a pedido de Shao Kahn, combinando DNA Edenian e Tarkatan. Essa fusão agridoce concede a ela a graça física e a aparência quase idêntica de Kitana, bem como a sede de sangue e o rosto horripilante de Baraka. Mileena apareceu pela última vez em Mortal Kombat X. Graças à magia de viagem no tempo de Kronika, no entanto, o antigo Kahn foi trazido para os dias atuais. Depois de saber de seu reinado e da morte terrível nas mãos de D’Vorah e Kotal Kahn, Mileena quer reivindicar seu trono.

Com base no trailer, parece que a Netherrealm aumentou a perversidade de Mileena para cerca de 19. As novas reviravoltas em seus ataques de Sai exclusivos parecem ótimas e são reforçadas por um ataque giratório no estilo Sonic e até mesmo uma invisibilidade semelhante à de um réptil. Sua fatalidade insana e absurdamente gráfica provavelmente está entre as mais sangrentas do jogo, o que diz muito. Mileena parece uma explosão ao toque, especialmente se você é um entusiasta de arrancar a garganta e arrancar os olhos.

Os fãs ansiosos porão as mãos em Mileena quando o Kombat Pack 2 e Mortal Kombat 11 Ultimate chegarem no dia 17 de novembro para consoles atuais e de próxima geração, bem como Nintendo Switch e PC.

Entusiasta do mundo dos games desde muito cedo, iniciou sua jornada muito jovem já salvando o mundo de um apocalipse zumbi, depois disso voltou no tempo para resgatar princesas e combater vilões amórficos. Sempre teve como sonho trabalhar com games, seja na criação, desenvolvimento, ou, neste caso, falando sobre eles. Hoje é fundador e administrador do Games Alheios.

Afonso Baldez

Entusiasta do mundo dos games desde muito cedo, iniciou sua jornada muito jovem já salvando o mundo de um apocalipse zumbi, depois disso voltou no tempo para resgatar princesas e combater vilões amórficos. Sempre teve como sonho trabalhar com games, seja na criação, desenvolvimento, ou, neste caso, falando sobre eles. Hoje é fundador e administrador do Games Alheios.